...

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

MEGAN FOX.

Megan Denise Fox nasceu em Oak Ridge, no dia 16 de maio de 1986.
Depois de uma bem sucedida carreira como modelo, em 2001, se lançou como atriz atuando em um papel coadjuvante como "Brianna Wallace" em Férias ao Sol, estrelando com Mary Kate e Ashley Olsen.
Logo depois ela estrelou em várias séries de TV, incluindo What I Like About You, Two and a Half Men, The Help e Ocean Ave. Ela também desempenhou um papel recorrente como "Sydney Shanowski" em Hope & Faith.
Em 2004, Fox estrelou ao lado de Lindsay Lohan no filme Confissões de uma Adolescente em Crise. Seus outros filmes incluem A Herdeira da Máfia, Um Louco Apaixonado e Whore. Fox ficou conhecida internacionalmente após interpretar Mikaela Banes, interesse do personagem de Shia LaBeouf no filme blockbuster Transformers de 2007, um papel para o qual foi indicada e ganhou vários Teen Choice Awards. Também apareceu na sequência, Transformers: A Vingança dos Derrotados. Os seus filmes incluem Jennifer's Body, Jonah Hex e The Crossing.
No período que atuou em Transformers, revelou ser bissexual em entrevista concedida à revista Esquire, e afirmou que nunca manteria uma relação com uma mulher que tivesse ficado com homens antes, pois os homens são sujos.

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

BEN AFFLECK.

Ben Affleck nasceu em Berkeley (EUA) no dia 15 de agosto de 1972.
Com uma longa lista de atuações, Affleck integrou o elenco do filme "A Grande Cartada" e está cotado para interpretar o Batman no filme Batman X Super Man previsto para 2016.
Agora fãs do astro terão um motivo extra para assistir ao seu novo filme (Garota Exemplar - Gone Girl), de David Fincher. De acordo com o próprio ator, o longa conta com uma cena de nu frontal feita por ele, que já está fazendo sucesso.
Em uma entrevista concedida ao MTV News, Affleck brincou sobre a cena. "É irônico, porque [o diretor] David [Fincher] disse desde o começo para não ter vaidade. Tem que ser como na Europa, eles simplesmente não ligam para essas m* e interpretam como pessoas reais. Então esse era o espírito da coisa", conta o ator, que brinca ressantando que o estúdio estava muito frio no dia da filmagem.


quarta-feira, 15 de outubro de 2014

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

EDSON CORDEIRO.


Edson Cordeiro nasceu em Santo André no dia 9 de fevereiro de 1967.
Fez teatro e atuou como ator e cantor, inclusive cantando ópera em várias peças.
Seu primeiro show solo aconteceu em agosto de 1990, na Mistura Up do Rio de Janeiro. O sucesso foi imediato e ele passou a ser disputado por varias gravadoras.
Suas distinções são o timbre vocal de contratenor (voz masculina aguda) e o repertório eclético, que inclui autores tão diversos como Noel Rosa, Janis Joplin, Rolling Stones e Mozart. Sua interpretação da ária da Rainha da Noite, da Flauta Mágica é muito conhecida e já serviu de fundo de comerciais de tv.
Uma vez, em um programa de tv, quando perguntado se sua primeira vez na cama teria sido com homem, ele respondeu: Não vi, eu tava de costas.

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

RYAN KWANTEN.

Ryan Christian Kwanten nasceu no dia 28 de Novembro de 1976, em Sydney - Austrália.
Kwanten começou na televisão na série A Country Practice e Spellbinder. Tornou-se conhecido em 1997, quando integrou o elenco da novela australiana, Home and Away interpretando o nadador-salvador Vinnie Patterson.
Mudou-se para os Estados Unidos, e foi escolhido para o papel de Jay Robertson na série de Lori Loughlin, Summerland que foi transmitida de 2004 a 2005.
O trabalho que lhe deu mais visibiliade foi na série exibida no canal de televisão por assinatura HBO, True Blood, onde Ryan interpreta Jason Stackhouse, ganhadora do Globo de ouro em 2009.
Em True Blood o rapaz fez inúmeras cenas de nu e sexo, inclusive interpretou em tomadas picantes, relações homossexuais com direito a beijo na boca, mas foi em uma foto que deixou a mostra o que seus fãs esperavam ver na tv. No entanto, o australiano disse que a foto é montagem.





quarta-feira, 8 de outubro de 2014

SOBRE AMOR E ESCATOLOGIAS.

(..) Bom, a palavra é essa. Se o outro for bom para você. Se te der vontade de viver. Se o cheiro do suor do outro também for bom. Se todos os cheiros do corpo do outro forem bons. O pé, no fim do dia. A boca, de manhã cedo. Bons, normais, comuns. Coisa de gente. Cheiros íntimos, secretos. Ninguém mais saberia deles se não enfiasse o nariz lá dentro, a língua lá dentro, bem dentro, no fundo das carnes, no meio dos cheiros.
E se tudo isso que você acha nojento for exatamente o que chamam de amor?
Quando você chega no mais íntimo, No tão íntimo, mas tão íntimo que de repente a palavra nojo não tem mais sentido. Você também tem cheiros. As pessoas têm cheiros, é natural. Os animais cheiram uns aos outros. No rabo.
O que é que você queria? Rendas brancas imaculadas?
Será que amor não começa quando nojo, higiene ou qualquer outra dessas palavrinhas, desculpe, você vai rir, qualquer uma dessas palavrinhas burguesas e cristãs não tiver mais nenhum sentido?
Se tudo isso, se tocar no outro, se não só tolerar e aceitar a merda do outro, mas não dar importância a ela ou até gostar, porque de repente você até pode gostar, sem que isso seja necessariamente uma perversão, se tudo isso for o que chamam de amor.
Amor no sentido de intimidade, de conhecimento muito, muito fundo. Da pobreza e também da nobreza do corpo do outro. Do teu próprio corpo que é igual, talvez tragicamente igual.
O amor só acontece quando uma pessoa aceita que também é bicho. Se amor for a coragem de ser bicho. Se amor for a coragem da própria merda. E depois, um instante mais tarde, isso nem sequer será coragem nenhuma, porque deixou de ter importância. O que vale é ter conhecido o corpo de outra pessoa tão intimamente como você só conhece o seu próprio corpo. Porque então você se ama também.(...)

Caio Fernando Abreu.